Segmento de sistemas eletrônicos de segurança prevê faturar R$ 5,6 bilhões em 2015!

escrevendoO segmento de sistemas eletrônicos de segurança tem a expectativa de faturar R$ 5,6 bilhões neste ano. Esse valor significa um aumento de 10% em relação a 2014, quando faturou R$ 5,1 bilhões, registrando um crescimento de 9% sobre 2013.

Para a presidente da ABESE (Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança), Selma Migliori, essa expectativa é gerada, principalmente, pelos investimentos que a gestão pública vem fazendo em tecnologia, aplicada a atividades de monitoramento urbano. “Os sistemas eletrônicos de segurança são instrumentos provedoras de informações e essenciais no trabalho de caráter preventivo”, explica a presente da ABESE.

O segmento tem registrado uma média anual de crescimento de 10% nos últimos cinco anos. Esse resultado é atribuído também, explica Selma Migliori, “aos esforços que o segmento tem feito para a sua organização, profissionalização, normatização, regulamentação e divulgação ao consumidor final sobre a importância de suas atividades à segurança das pessoas, do seu patrimônio e da economia do país”.

No Brasil, existem, atualmente, mais de 22 mil empresas que atuam no segmento de sistemas eletrônicos de segurança, entre revendedoras, instaladoras, monitoradoras, integradoras, distribuidoras e fabricantes. Essas empresas geram 220 mil empregos diretos e 2 milhões indiretos.

Os sistemas de segurança eletrônica englobam sistemas de alarmes, circuitos fechados de TV, controle de acesso, portas e portões automáticos, proteção perimetral, equipamentos de combate a incêndio, detecção de metais e explosivos, portas giratórias e eclusas, dispositivos de identificação por biometria, rastreamento de veículos e seres vivos, entre outros.

Sobre a ABESE – Fundada em 1995, a ABESE (Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança) é uma entidade empresarial de âmbito nacional, que tem como missão fortalecer, capacitar e regulamentar o mercado de sistemas eletrônicos de segurança.São Paulo, 19 de fevereiro de 2015 – O segmento de sistemas eletrônicos de segurança tem a expectativa de faturar R$ 5,6 bilhões neste ano. Esse valor significa um aumento de 10% em relação a 2014, quando faturou R$ 5,1 bilhões, registrando um crescimento de 9% sobre 2013.

Para a presidente da ABESE (Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança), Selma Migliori, essa expectativa é gerada, principalmente, pelos investimentos que a gestão pública vem fazendo em tecnologia, aplicada a atividades de monitoramento urbano. “Os sistemas eletrônicos de segurança são instrumentos provedoras de informações e essenciais no trabalho de caráter preventivo”, explica a presente da ABESE.

O segmento tem registrado uma média anual de crescimento de 10% nos últimos cinco anos. Esse resultado é atribuído também, explica Selma Migliori, “aos esforços que o segmento tem feito para a sua organização, profissionalização, normatização, regulamentação e divulgação ao consumidor final sobre a importância de suas atividades à segurança das pessoas, do seu patrimônio e da economia do país”.

No Brasil, existem, atualmente, mais de 22 mil empresas que atuam no segmento de sistemas eletrônicos de segurança, entre revendedoras, instaladoras, monitoradoras, integradoras, distribuidoras e fabricantes. Essas empresas geram 220 mil empregos diretos e 2 milhões indiretos.

Os sistemas de segurança eletrônica englobam sistemas de alarmes, circuitos fechados de TV, controle de acesso, portas e portões automáticos, proteção perimetral, equipamentos de combate a incêndio, detecção de metais e explosivos, portas giratórias e eclusas, dispositivos de identificação por biometria, rastreamento de veículos e seres vivos, entre outros.

Sobre a ABESE – Fundada em 1995, a ABESE (Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança) é uma entidade empresarial de âmbito nacional, que tem como missão fortalecer, capacitar e regulamentar o mercado de sistemas eletrônicos de segurança.São Paulo, 19 de fevereiro de 2015 – O segmento de sistemas eletrônicos de segurança tem a expectativa de faturar R$ 5,6 bilhões neste ano. Esse valor significa um aumento de 10% em relação a 2014, quando faturou R$ 5,1 bilhões, registrando um crescimento de 9% sobre 2013.

Para a presidente da ABESE (Associação Brasileira das Empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança), Selma Migliori, essa expectativa é gerada, principalmente, pelos investimentos que a gestão pública vem fazendo em tecnologia, aplicada a atividades de monitoramento urbano. “Os sistemas eletrônicos de segurança são instrumentos provedoras de informações e essenciais no trabalho de caráter preventivo”, explica a presente da ABESE.

O segmento tem registrado uma média anual de crescimento de 10% nos últimos cinco anos. Esse resultado é atribuído também, explica Selma Migliori, “aos esforços que o segmento tem feito para a sua organização, profissionalização, normatização, regulamentação e divulgação ao consumidor final sobre a importância de suas atividades à segurança das pessoas, do seu patrimônio e da economia do país”.

No Brasil, existem, atualmente, mais de 22 mil empresas que atuam no segmento de sistemas eletrônicos de segurança, entre revendedoras, instaladoras, monitoradoras, integradoras, distribuidoras e fabricantes. Essas empresas geram 220 mil empregos diretos e 2 milhões indiretos.

Os sistemas de segurança eletrônica englobam sistemas de alarmes, circuitos fechados de TV, controle de acesso, portas e portões automáticos, proteção perimetral, equipamentos de combate a incêndio, detecção de metais e explosivos, portas giratórias e eclusas, dispositivos de identificação por biometria, rastreamento de veículos e seres vivos, entre outros.

Segmento de sistemas eletrônicos de segurança prevê faturar R$ 5,6 bilhões em 2015!



VEJA MAIS SOBRE Economia


7 dicas para economizar na compra do presente do Dia das Crianças!

Que tal economizar no presente do Dia das Crianças? De acordo com Reinaldo Domingos, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros, é importante considerar a situação financeira da família e lembrar que, em breve, haverá também o Natal. “É muito bom poder presentear as crianças! O ideal é que a família não se comprometa para […]

Leia mais

Imobiliária promove palestra exclusiva em Salvador sobre mercado imobiliário na Flórida!

No próximo dia 13, os antenadíssimos Tiago e Sarah Fernandez (foto acima), responsáveis pela área internacional da Ponto4 promoverão em parceria com a Imobiliária americana Every Thing Miami Realty, uma palestra exclusiva  para 60 pessoas no auditório do Empresarial Salvador Shopping Business.  Uma das palestrantes é Talita Pinheiro, CEO da Every Thing Miami Realty . […]

Leia mais

Bolsa de Valores – 5 mitos que os investidores acreditam!

Hoje, cada vez mais as pessoas estão procurando novas alternativas para investir. Porém, existem diversas opções de investimentos disponíveis no mercado atualmente, gerando dúvidas entre os próprios investidores. Quando se trata de ações é possível encontrar muitas informações diferentes. Há inclusive muitas promessas de enriquecimento fácil apenas investindo na bolsa. Porém, por mais atrativo que esse tipo […]

Leia mais

5 hobbies que podem virar fonte de renda!

As divertidas brincadeiras com o cachorro, a satisfação ao ter o quarto todo organizado ou os elogios ao fazer uma comida gostosa podem render mais do que sorrisos e prazer: podem dar dinheiro. Cada vez mais, as pessoas buscam trabalhar com o que as deixam felizes e transformar o hobby em profissão é um dos […]

Leia mais

Comportamento de consumo brasileiro influencia setores e produtos!

Se alguém te parasse na rua hoje para perguntar o que você compraria neste momento, caso tivesse uma renda adicional, qual seria a sua resposta? A maioria dos brasileiros tem sido categórico: tecnologia, lazer e viagens. Os dados, foram apontados pela pesquisa “Hábitos de consumo do brasileiro e sua relação com o crédito”, realizada pelo […]

Leia mais

FAÇA ESTE BLOG SER AINDA MELHOR, ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *