Saiba como seu corpo vira uma verdadeira máquina tóxica quando você morre!

3Sabe aquela história que “do pó viemos e ao pó voltaremos”? Pois é, mas isso não acontecerá antes de passarmos por um complexo processo de decomposição. Tal processo é responsável por transformar nossas estruturas biológicas em matéria orgânica e inorgânica que pode ser aproveitada por plantas e animais.

Assim que uma pessoa morre e para de respirar, as células do corpo deixam de receber oxigênio, porém as estruturas continuam vivas produzindo dióxido de carbono por alguns minutos. O CO2 atinge as células que, por sua vez, liberam enzimas que começam a digerir as células de dentro para fora. Esse processo dá origem a um líquido rico em nutrientes.

Depois de aproximadamente uma semana, esses nutrientes servem de alimento para uma enorme quantidade de bactérias e fungos que liquefazem os órgãos e músculos do cadáver. E é a partir daí que começamos a nos transformar numa verdadeira fábrica de substâncias tóxicas.

Máquina tóxica

Os micro-organismos que atacam os tecidos são capazes de produzir mais de 400 compostos químicos e gases. Entre eles está o freon, que é o gás usado na refrigeração de geladeiras; o benzeno, um poderoso composto encontrado na gasolina; o enxofre, que tem um cheiro incômodo e bastante característico; e o tetracloreto de carbono, que era usado em extintores de incêndio e lavagens a seco até os cientistas descobrirem que se tratava de uma substância extremamente tóxica.

Nesse ponto da decomposição, a pequena quantidade de tecido que ainda resta no corpo é consumida por insetos, que deixam apenas os ossos para trás. Com o passar do tempo, a proteína presente nos ossos também se decompõe, resultando apenas em hidroxiapatita – um mineral ósseo que eventualmente se transforma em pó.

Apesar de tudo isso, talvez nos sirva de consolo saber que todos esses químicos e nutrientes servem para deixar o solo fértil e assim alimentar outras vidas que continuam depois que a nossa chegou ao fim. Você pode conferir toda essa explicação na animação acima (com legendas em inglês) produzida pelo Scientific American.

Fonte: Mega Curioso




VEJA MAIS SOBRE Notícias


Aprenda a superar a dor do fim do relacionamento!

Um estudo desenvolvido por pesquisadores da Universidade de Colorado descobriu que acreditar que você está no caminho para esquecer o ex é a chave para efetivamente esquecê-lo. De acordo com a pesquisa, esse tipo de pensamento pode influenciar áreas do cérebro associadas com o equilíbrio de emoções e ajudar a amenizar a dor do término. […]

Leia mais

Pesquisa afirma que as mulheres preferem homens com barba para casar e ter filhos!

A barba continua em alta. O que confirma isso é um novo estudo da Universidade de Queensland, na Austrália, publicado no Journal of Evolutionary Biology, que explorou os seguintes aspectos relacionados à barba: se despertavam atração sexual, o quanto imprimiam masculinidade e como eram vistas por mulheres que queriam relacionamentos a curto e longo prazo. […]

Leia mais

Os carros mais esperados de 2017!

No mundo automobilístico existem modelos para todos os gostos e bolsos. Confira os carros mais esperados de 2017! Os carros mais esperados de 2017! Relacionado

Leia mais

5 dicas para cuidar dos dentinhos das crianças!

A higiene bucal deve começar desde cedo. Pensando nisso, a Alô Bebê, maior rede de lojas de produtos infantis do Brasil, reuniu algumas dicas para auxiliar papais e mamães nos cuidados com a limpeza da boca e dos dentinhos dos pequenos. Confira a seguir: 1-Nos primeiros meses de vida, é recomendado limpar, pelo menos uma […]

Leia mais

Adoçante: mocinho ou vilão? Especialista alerta!

Vivemos um período em que a busca pela perda de peso é constante, e uma das estratégias mais usadas é a troca do açúcar refinado pelo adoçante. Mas será que ele realmente faz bem a nossa saúde? Segundo a nutricionista Aline Quissak, especializada nas áreas de Oncologia, Síndrome Metabólica, Psicologia da Nutrição e Nutrição Esportiva, […]

Leia mais

FAÇA ESTE BLOG SER AINDA MELHOR, ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *