Relacionamento abusivo: Liberte-se dele!

Pode ser uma mãe que abusa da autoridade com seus filhos. Pode ser uma amiga mandona que controla sua turma. Pode ser um marido possessivo que impede sua mulher de trabalhar fora. O relacionamento abusivo pode ser considerado uma espécie de bullying. Uma pessoa exerce poder sobre outra, tolhendo sua liberdade, humilhando, denegrindo, impondo sua forma de pensar e ser, de modo que a pessoa “abusada” perde parte de sua identidade e de sua possibilidade de escolha.

Frequentemente, o domínio é exercido por alguma vantagem que uma das partes tem sobre a outra, como condição financeira, por exemplo. Uma pessoa pode se sentir superior às outras por ter mais dinheiro. Com os amigos, ela acha que pode determinar os programas que vão fazer. Com a mulher, ou com o marido, a pessoa se sente no direito de fazer tudo do seu jeito, inclusive em relação à educação dos filhos, já que ela “banca a família”.

Este tipo de relação resulta também na humilhação em público. Exemplo disso é a postura de reprovação da pessoa “abusadora”, quando a “abusada” expressa suas ideias durante um encontro entre amigos ou familiares. Ao notar que o(a) outro(a) não gostou, a pessoa se sente intimidada, envergonhada e, com medo da “abusadora”, acaba se calando e ficando apática.

A pessoa que sofre o relacionamento abusivo pode ter vários comportamentos: mesmo tendo ciência do que se passa, pode acreditar que “as coisas vão mudar”. Ou então tem medo de tomar uma atitude, e não saber qual será a reação da pessoa “abusadora”.

Quem passa por esses abusos, muitas vezes, “finge” já ter se acostumado, e prefere continuar do jeito que está do que enfrentar os desafios que virão pela frente. Esta “acomodação” está relacionada à própria personalidade da pessoa “abusada”, alguém que frequentemente se sente frágil e, mesmo sendo abusada, se sente protegida pela outra pessoa. Daí, cria-se uma relação simbiótica, na qual um depende emocionalmente do outro. Pode soar estranho e contraditório, mas é fato.

Em alguns casos, a situação pode chegar a extremos de agressão verbal e/ou física, o que passa, então, a demandar uma ação junto a autoridades judiciais. A abordagem dessa relação abusiva requer que ambos (abusador e abusado) se disponham a buscar tratamento psicoterápico individual e, no caso de casais, de terapia de casal, visando a ruptura da relação simbiótica e a busca de uma relação de equidade e equilíbrio.

 

Relacionamento abusivo: Liberte-se dele!



VEJA MAIS SOBRE Notícias


Globo é chamada de lixo durante um link ao vivo. Veja o vídeo!

A Globo voltou a ser atacada durante suas reportagens. Ontem, enquanto falava da Intervenção Federal promovida pelo governo para o estado do Rio de Janeiro, a repórter da Globo News foi surpreendida por uma senhora que apareceu no meio da transmissão aos gritos de “Globo lixo”. Totalmente descompensada, a repórter se afasta, mas não adianta […]

Leia mais

Saiba quem é o brasileiro que fez o garçom lavar seus pés com champanhe francês!

Vem circulando na internet, um vídeo, de um empresário mineiro que pediu para um garçom lavar seus pés com champagne Veuve Clicquot, cuja garrafa custa custa entre 400 e 600 reais, durante uma festa de Carnaval no beach Club “praia La Serena”, na praia de Jurerê Internacional, em Florianópolis. O tal empresário que aparece no […]

Leia mais

Conheça os 10 maiores gatilhos da psoríase!

Não se sabe exatamente qual é a principal causa da psoríase. Mas uma tese que os cientistas defendem continuamente, por força dos resultados de estudos, é que a doença está fortemente ligada a fatores emocionais e a estressores resultantes de estilos de vida comuns atualmente. Outro fator apontado pelos estudiosos é a hereditariedade. Patologia autoimune […]

Leia mais

Excesso de chá verde pode ser prejudicial!

Os benefícios do chá verde já foram comprovados pela ciência, mas o excesso pode ser prejudicial. É o que aponta um estudo publicado no Journal of Functional Food, que concluiu que homens e mulheres podem ter sua fertilidade afetada caso a bebida seja consumida em excesso. Apesar de os testes não terem sido feitos com […]

Leia mais

Prefeito de São Paulo aprova lei que autoriza visita de cães e gatos em hospitais!

Agora, pacientes internados em hospitais públicos da cidade de São Paulo podem receber visitas de seus pets. Para o vereador Rinaldi Digilio (PRB), autor da proposta, a presença do bichinho pode contribuir no tratamento. Com isso, há certas regras para que pacientes passem alguns momentos ao lado dos animais. É necessário que a visita ocorra […]

Leia mais

FAÇA ESTE BLOG SER AINDA MELHOR, ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *