Por que o câncer de pâncreas é tão grave?

Globalmente, o câncer de pâncreas corresponde à oitava causa de óbito por neoplasia em homens (138.100 de óbito anualmente) e a nona em mulheres (127.900 óbitos) ². O Dr. Artur Ferreira, oncologista do Centro de Oncologia do Hospital 9 de Julho, explica que a doença está entre as causas de morte mais comuns devido à sua gravidade por fatores como o comportamento da doença e ao diagnóstico tardio, reflexo de sintomas iniciais inconclusivos.

O especialista informa que a maioria dos tumores de pâncreas se referem ao subtipo adenocarcinoma (tumor maligno que se origina no tecido glandular do órgão), correspondendo a aproximadamente 85% dos pacientes diagnosticados.

Segundo o Dr. Ferreira, os sinais e sintomas iniciais da doença costumam ser inespecíficos e normalmente não chamam a atenção dos pacientes. Para isso, é importante ficar atento a sinais como:

Icterícia: coloração amarelada da pele e do fundo dos olhos devido à obstrução das vias biliares causada pelo tumor.

Dor abdominal e/ou nas costas: Dependendo do tamanho e da localização do tumor, ele pode atingir terminações nervosas que podem causar dores no abdômen ou na parte dorsal.

Perda de peso não intencional: O câncer de pâncreas pode causar a perda de apetite e episódios de vômito sem motivo aparente, o que pode ocasionar o emagrecimento não intencional somado a fraqueza.

Outro sintoma que pode ocorrer é o escurecimento da urina. “É importante lembrar que isso varia de acordo com o local de surgimento do tumor no pâncreas e deve ser avaliado pelo médico” esclarece o oncologista.

O Dr. Ferreira explica que o tratamento dos tumores de pâncreas está evoluindo. “Estudo recente apresentado mostra que entre os pacientes operados e tratados com uma nova modalidade de quimioterapia adjuvante (feita após a cirurgia de retirada do tumor), há ganhos expressivos de sobrevida, mudando o paradigma de que a doença é rápida e fatal” reforça o especialista.

O médico ressalta que, existem novas modalidades de tratamento como o uso das terapias-alvo, ainda em desenvolvimento para esse tipo de câncer – não utilizadas amplamente. “Diferentemente da quimioterapia, as terapias-alvo compreendem um grupo de medicamentos que focam o combate de moléculas específicas” esclarece o médico que reforça que ao se realizar uma abordagem mais assertiva contra o tumor, consequentemente os efeitos colaterais do tratamento tendem a diminuir.

O Dr. Ferreira reforça que algumas alternativas para tentar prevenir a doença são importantes, entre elas não fumar, manter uma rotina de exercícios físicos e controlar o peso evitando assim a obesidade. “Estas medidas ajudam o organismo a se manter mais saudável e pode evitar o câncer de pâncreas” finaliza o médico.

Por que o câncer de pâncreas é tão grave?



VEJA MAIS SOBRE Notícias


Advogado corporativo vai para Governo Federal!

O advogado Eduardo Garcia de Araujo Jorge, sócio do escritório Motta Fernandes Advogados desde 1994, licenciou-se da sociedade para exercer o cargo de Diretor do Programa de Desestatização da Secretaria Especial de Desestatização e Desinvestimento do Ministério da Economia. Com 63 anos de fundação, toda equipe do Motta Fernandes Advogados se sente orgulhosa pela indicação […]

Leia mais

Não é bruxaria! Descubra o que é o bruxismo e como tratar!

Apesar do nome lembrar bruxaria, o bruxismo é uma desordem funcional que provoca o ranger e o apertamento dos dentes. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 30% da população mundial tem a anomalia e, no Brasil, o índice é ainda maior do que a média global: quatro entre cada dez brasileiros. O […]

Leia mais

Precisamos Desconectar!

Um estudo recente da Universidade Estadual de São Francisco, na Califórnia (EUA), apontou que interagimos, em média, 2.617 vezes por dia com nossos smartphones. Isso quer dizer que gastamos, diariamente, em torno de 2 horas e 25 minutos tocando, rolando, pressionando e utilizando nossos celulares. A dependência de alguns em relação ao celular é tão […]

Leia mais

Pílula do dia seguinte: método não é abortivo, explica especialista!

No último dia 3, um projeto de lei protocolado pelo deputado Márcio Labre (PSL-RJ) chamou a atenção da imprensa e de profissionais de saúde de todo o país. O PL 261/2019 visava a proibição do comércio, propaganda, distribuição e implantação pela Rede Pública de Saúde de diversos métodos contraceptivos usados por mulheres, entre eles a […]

Leia mais

Relacionamento abusivo: Os primeiros sinais e como superá-los!

O assunto de hoje é extremamente delicado e importante a todos que se dedicarem à leitura do texto. Vivemos em um país que o ocupa o quinto lugar no ranking de feminicídio de acordo com a ONU Mulheres. No Brasil, cerca de 41% dos casos de violência acontecem dentro de casa. Além disso, segunda a […]

Leia mais

FAÇA ESTE BLOG SER AINDA MELHOR, ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *