Luto – Morre no Rio de Janeiro a cantora Dona Ivone Lara. Confira sua trajetória!

Que notícia triste! Dona Ivone Lara, de 97 anos, morreu na noite desta segunda-feira (16), no Rio de Janeiro, por conta de um quadro de insuficiência cardiorrespiratória. Ela estava internada desde sexta-feira (13), data em que completou 97 anos, no Centro de Tratamento e Terapia Intensiva (CTI) da Coordenação de Emergência Regional (CER), no Leblon, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

A grande diva do samba vinha apresentando um quadro de anemia e precisou receber doações de sangue e seu estado de saúde já era bastante grave.

Confira sua trajetória!

Yvonne Lara da Costa, mais conhecida como Dona Ivone Lara nasceu no Rio de Janeiro no dia 13 de abril de 1921. A cantora e compositora brasileira, foi a matriarca do samba e era chamada de A Rainha do Samba.

Dona Ivone foi a primeira filha da união entre a costureira Emerentina Bento da Silva e José da Silva Lara. Paralelamente ao trabalho, ambos tinham intensa vida musical: ele era violonista de sete cordas e desfilava no Bloco dos Africanos; ela era ótima cantora e emprestava sua voz de soprano a ranchos carnavalescos tradicionais do Rio de Janeiro, como o Flor do Abacate e o Ameno Resedá – nos quais Seu José também se apresentava. Formada em Enfermagem, com especialização em Terapia Ocupacional, foi uma profissional na área até se aposentar em 1977. Nesta função trabalhou em hospitais psiquátricos, onde conheceu a dra. Nise da Silveira.

Com a morte do pai aos três anos de idade, e da mãe aos doze, foi criada pelos tios e com eles aprendeu a tocar cavaquinho e a ouvir samba, ao lado do primo Mestre Fuleiro; teve aulas de canto com Lucília Villa-Lobos e recebeu elogios do marido desta, o maestro Villa-Lobos.
 
Casou-se aos 25 anos de idade com Oscar Costa, filho de Alfredo Costa, presidente da escola de samba Prazer da Serrinha, com quem teve dois filhos, Alfredo e Odir. Foi no Prazer da Serrinha onde conheceu alguns compositores que viriam a ser seus parceiros em algumas composições, como Mano Décio da Viola e Silas de Oliveira.
 
Compôs o samba Nasci para sofrer, que se tornou o hino da escola. Com a fundação do Império Serrano, em 1947, passou a desfilar na ala das baianas. E também Compôs o samba Não me perguntes, mas a consagração veio em 1965, com Os cinco bailes da história do Rio quando tornou-se a primeira mulher a fazer parte da ala de compositores de escola de samba.
 
Em 1975 depois de seu filho Odir sofrer um acidente de carro, com o susto seu marido Oscar Costa, teve um infarte fulminante e faleceu. Apesar de seu marido nunca ter nada contra sua carreira, ele não gostava das rodas de samba.

Bethânia e Dona Ivone: emoção na gravação de um Sambabook (Foto: Gutto Costa/Divulgação)

Aposentada em 1977, passou a dedicar-se exclusivamente à carreira artística. Entre os intérpretes que gravaram suas composições destacam-se Clara Nunes, Roberto Ribeiro, Maria Bethânia, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Paula Toller, Paulinho da Viola, Beth Carvalho, Mariene de Castro, Roberta Sá, Marisa Monte e Dorina. Não basta chama-la apenas de Ivone Lara, o respeito e a adimiração que impôs a MPB o transformaram em DONA Ivone Lara.
 
Dona Ivone também teve trabalhos como atriz, fazendo filmes, e foi a Tia Nastácia em especiais do programa Sítio do Pica-Pau Amarelo.
 
Em 2008, Dona Ivone interpretou a canção “Mas Quem Disse Que Eu Te Esqueço” no projeto Samba Social Clube. A faixa foi incluída, no ano seguinte, numa coletânea com as melhores performances do projeto.

Dona Ivone Lara com a baiana Mariene de Castro.

 
Em 2008 ela perde seu filho Odir, vítima de complicações decorrentes da diabetes.
 
No ano de 2012, Dona Ivone foi homenageada pelo Império Serrano, no Grupo de Acesso, com o enredo “Dona Ivone Lara: O enredo do meu samba”.
 
Em 2010 Dona Ivone foi a homenageada na 21ª edição do Prêmio da Música Brasileira.
 
Em 2014 Dona Ivone foi a homenageada na 19ª edição do Trem do Samba em dezembro de 2014.[1] Um mês antes, Dona Ivone participou do primeiro dia de gravações do “Sambabook” em homenagem à sua carreira da gravadora Musickeria. Cantores como Maria Bethânia, Elba Ramalho, Criolo, Zeca Pagodinho, Martinho da Vila, Arlindo Cruz, Adriana Calcanhoto e Zélia Duncan fizeram versões de canções de Dona Ivone, enquanto a própria gravou com Diogo Nogueira uma canção inédita, composta com seu neto André.[2]
 
Em 2015, entrou para a lista 10 Grandes Mulheres que Marcaram a História do Rio.
Luto – Morre no Rio de Janeiro a cantora Dona Ivone Lara. Confira sua trajetória!



VEJA MAIS SOBRE Notícias


Jair Bolsonaro libera turistas dos EUA, Austrália, Canadá e Japão a entrar no Brasil sem visto!

O nosso Presidente Jair Bolsonaro assinou um decreto para dispensar o visto de visita para turistas de Estados Unidos, Canadá, Austrália e Japão que viajarem ao Brasil. O decreto foi publicado ontem (18), em uma edição extra do “Diário Oficial da União”. O decreto editado por Bolsonaro entrará em vigor em 17 de junho deste ano […]

Leia mais

Carrefour terá que pagar R$ 1 milhão após morte de cadela!

A poderosa Rede Carrefour terá que depositar R$ 1 milhão em um fundo a ser criado pelo município de Osasco (SP) para combater os maus-tratos aos animais. A decisão surgiu em resposta à morte da cadela Manchinha, agredida por um segurança dentro de uma loja da rede em 28 de novembro. Foi firmado um Termo […]

Leia mais

Após deixar o BB19, participante será intimada a depor sobre falas racistas!

BBB sem polícia, não é BBB! Paula von Sperling, participante do “BBB19”, será intimada a prestar esclarecimentos sobre declarações feitas dentro do reality show da Globo acusadas de racismo e intolerância religiosa. As investigações estão em andamento no Decradi (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância), que abriu inquérito para apurar declarações supostamente preconceituosas […]

Leia mais

Inflamações no ouvido podem ser evitadas com medidas simples. Vem saber!

Neste período de sol e calor, a piscina e o mar são frequentados por muitas pessoas. O que pouca gente sabe é que nesse tipo de ambiente alguns cuidados especiais com o ouvido são necessários. Especialistas alertam que caso o ouvido entre em contato com água contaminada, poderá surgir uma otite externa, que além de […]

Leia mais

Produtora investe em equipe 100% feminina nas áreas técnicas do audiovisual!

Trabalhar com audiovisual no Brasil é entrar em um cenário majoritariamente masculino. De acordo com o estudo Emprego no Setor Audiovisual (2018), da Agência Nacional de Cinema (Ancine), foram gerados 91.834 mil empregos em 2016. Desse montante, 60% das vagas correspondem aos homens e 40% às mulheres. Por regiões, a maior participação foi no sudeste […]

Leia mais

FAÇA ESTE BLOG SER AINDA MELHOR, ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *