Livro traz experiências e reflexões sobre o atendimento psicológico de pessoas!

1No mundo atual, catástrofes – sejam climáticas ou tecnológicas, evitáveis ou imprevisíveis – afetam um grande número de pessoas das mais diversas formas, colocando em risco a saúde mental de todos os envolvidos. Elas roubam das pessoas e das comunidades suas concepções anteriormente estabelecidas sobre si e seu mundo, causando medo, insegurança e desequilíbrio. Integrá-las à experiência de vida pode proporcionar meios para que novos significados sejam construídos, assim como uma nova visão de mundo. Essa é a abordagem do livro A intervenção psicológica em emergências – Fundamentos para a prática (328 p., R$ 84,60), lançamento da Summus Editorial. A noite de autógrafos acontece no dia 11 de março, quarta-feira, das 18h30 às 21h30, na Livraria Cultura do Shopping Iguatemi, que fica na Av. Faria Lima, 2.232 – Piso 3 – São Paulo.

Organizada pela psicóloga Maria Helena Pereira Franco, fundadora do Laboratório de Estudos e Intervenções sobre o Luto (LELu), da PUC-SP, e uma das fundadoras do 4 Estações Instituto de Psicologia, especializado no atendimento a pessoas enlutadas, a obra mostra a importância de cuidar dessa parcela da população e os procedimentos e técnicas mais indicados. “Abordamos definições de desastre, crise, trauma e luto. Não apenas por alguma deformação profissional advinda da postura da academia que nos formou e continua nos alimentando intelectualmente, mas pela necessidade de esclarecer o terreno em que pisamos, por mais obscuro e movediço que possa se apresentar”, afirma a organizadora. Membros do Grupo de Intervenções Psicológicas em Emergências (IPE), os autores são especialistas no atendimento a vítimas e seus familiares que sofreram ou presenciaram desastres e atuaram em incidentes como a queda do avião da TAM e os deslizamentos ocorridos nos morros cariocas.

Dividido em oito capítulos, o livro reúne experiências, conhecimentos e reflexões sobre um campo de atuação extremamente novo no Brasil. “Esperamos provocar interesse em dialogar e instigar, para que ele cumpra sua vocação”, diz a professora. No primeiro capítulo, os autores definem e fundamentam historicamente a atuação da psicologia em emergência e desastre. Encontram apoio na experiência e nas recomendações da Organização Mundial da Saúde, da Cruz Vermelha Internacional e da Secretaria Nacional da Defesa Civil brasileira. “Procurando interpretar as estatísticas de acidentes ocorridos, objetivam extrair desses números lições de prevenção, como mudança de cultura de cidadania”, complementa Maria Helena.

O grupo de autores constituiu-se por meio de uma construção coletiva e dinâmica. O segundo capítulo mostra esse processo ao enfocar a importância do coletivo e, ao mesmo tempo, delimitar claramente responsabilidades. Segundo a organizadora, o espírito de colegiado teve e tem papel relevante na construção dessa prática e na manutenção da saúde grupal. Em seguida, os especialistas apresentam questões características da atuação da psicologia em emergências, destacando que essa atuação sai dos campos tradicionalmente identificados como da psicologia.

O psicólogo que atua em emergências precisa ter, além da formação técnica, uma condição de saúde que o proteja das diferentes demandas e pressões desse ofício e o quarto capítulo mostra até que ponto a relação age como fator precipitador de riscos para a saúde desse trabalhador. Na sequência, os autores abordam as questões do luto coletivo e dos esforços para a reconstrução da vida.

As virtudes dos rituais – sejam eles religiosos, comunitários, individuais ou familiares – no cenário da reação ao desastre também são analisadas na obra. O tema é desenvolvido, no sexto capítulo, com base em experiências dos autores e de outros que compartilharam suas ações. Em seguida, é analisada a vivência de uma experiência traumática. Segundo os autores, a pluralidade de reações de indivíduos expostos a um incidente traumático requer conhecimento profundo a respeito de saúde mental.

A delicada relação entre a psicologia e a comunicação – sobretudo quando ambos atuam no cenário da emergência e dos desastres – é abordada no último capítulo. “Trata-se de enfoques diferentes, mas não necessariamente conflitantes, para um mesmo fenômeno”, afirma a organizadora. Os autores desenvolvem o tema com a expectativa de mudar o cenário dessa relação.

A organizadora

Maria Helena Pereira Franco é psicóloga, mestre e doutora em Psicologia Clínica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP), da qual é professora titular na Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde e no Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Clínica. Com pós-doutorado no Departamento de Psiquiatria da University College London e na London School of Hygiene and Tropical Medicine, é fundadora e coordenadora do Laboratório de Estudos e Intervenções sobre o Luto (LELu) da PUC, responsável por ensino, pesquisa e extensão em luto e temas correlatos. Idealizadora e cofundadora do 4 Estações Instituto de Psicologia, além de idealizadora e coordenadora do Grupo IPE, é autora de artigos e livros sobre morte e luto. Tradutora da obra de Colin Murray Parkes, publicado no Brasil pela Summus Editorial, é membro do International Work Group on Death, Dying and Bereavement (IWG).

Título: A intervenção psicológica em emergências – Fundamentos para a prática

Organizadora: Maria Helena Pereira Franco

Editora: Summus Editorial

Preço: R$ 86,90 (E-book: R$ 57,30)

Páginas: 336 (14 x 21 cm)

ISBN: 978-85-323-1000-2

Atendimento ao consumidor: (11) 3865-9890

Site: www.summus.com.br

Livro traz experiências e reflexões sobre o atendimento psicológico de pessoas!



VEJA MAIS SOBRE Notícias


WhatsApp diz onde você está. Aprenda a desativar essa funcionalidade!

Atenção, internautas!!!!!! A partir de agora, o WhatsApp conta com uma nova funcionalidade que mostra a localização dos seus usuários em tempo real. Diferentemente da opção já existente de enviar a localização, a novidade permite que seja observada a movimentação do usuário. As informações estarão disponíveis em uma mapa por quinze minutos, uma hora ou […]

Leia mais

Descubra qual animal de estimação mais combina com você!

Cachorro, gatinho ou peixinho? Que animal de estimação mais combina com o seu estilo de vida? Escolher o animal de estimação ideal nem sempre é tarefa fácil. Segundo a a veterinária da Petz ,Renata Del Bianco, um pet em casa é uma ótima forma de ensinar limites, respeito à vida, cuidado e solidariedades às crianças. […]

Leia mais

Medicina humanizada é uma tendência mundial!

Quando estamos com dor e precisamos de atendimento médico, a primeira coisa que desejamos é que ele seja ágil e prático, afinal, os sintomas não costumam esperar para aparecer. O Brasil é um dos países que mais sofre quando o assunto é saúde, e os modelos tradicionais de atendimento têm afastado cada vez mais os […]

Leia mais

Ação de solidariedade ajuda mulheres em fase de quimioterapia!

Mulheres em fase de quimioterapia ou alopécia, tiveram uma tarde de diva, usufruindo dos serviços de cabeleireiro, maquiagem, esmaltação, reiki, entre outros. A iniciativa da Rede Lúcio Matias em parceria com o Projeto Mechas de Amor, também ofereceu cortes de cabelo gratuitos, que foram doados para confecção de perucas, destinadas a pacientes que passam pelo […]

Leia mais

Tríade da Mulher Atleta – Como prevenir e tratar!

Mulheres que praticam atividades vigorosas em excesso, sejam atletas profissionais ou amadoras, correm o risco de desenvolver a Tríade da Mulher Atleta. Isso porque o organismo precisa de energia suficiente para o funcionamento adequado de todo metabolismo, no repouso e no esporte. Porém, quando ocorre um desequilíbrio entre o que se gasta nos exercícios e […]

Leia mais

FAÇA ESTE BLOG SER AINDA MELHOR, ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *