Custo de vida da classe média fecha em 0,69% em março/2015!

Em Março deste ano, o ICVM fechou em 0,69% (inferior aos 1,19% de Fevereiro) e acumula uma alta de 3,22% nos três primeiros meses, e de 6,90% nos últimos 12 meses, superando em quase meio ponto o teto superior da meta de inflação que é de 6,50%.

5

O Índice
O Índice do Custo de Vida da Classe Média – ICVM, é elaborado pela Ordem dos Economistas do Brasil, diz respeito às famílias paulistanas que recebem de 10 até 39 salários mínimos, e abrange cerca de 20% da população da Cidade de São Paulo, e 40% da massa consumidora. Corresponde às classes médias média e média alta.
As variações no Mês de Março
Neste mês apenas dois Grupos de Consumo – Habitação e Alimentação respondem por 2/3 da variação do ICVM. Se adicionarmos as majorações no Grupo Despesas Pessoais e Saúde, são explicados 86,3% das majorações no índice da classe média.
O grupo Habitação cresceu 0,94% em Março e sua contribuição relativa para o aumento do indicador foi de 41,3%. No primeiro trimestre acumula alta de 2,97% e de 6,02% nos últimos 12 meses. Aqui destaca-se o aumento da energia elétrica de + 8,23% em Março (o aumento foi de + 10,92% em Fevereiro). No primeiro trimestre acumula uma alta de 22,76% e de 42,84% nos últimos 12 meses. O aumento na energia elétrica contribuiu sozinho por 0,16 pontos percentuais do indicador, ou por 23,9% da majoração do ICVM. A expectativa para o mês de Abril é de um aumento de + 19% na energia elétrica, o que deverá impactar ainda mais o ICVM.
No grupo Alimentação, com aumento de 1,04% em Março, 3,20% no primeiro trimestre e de 7,89% nos últimos 12 meses, foi responsável por ¼ da majoração do indicador. Aqui se destacam os aumentos em refeição  fora  do  domicílio  (+ 1,75%),  mamão  (+ 9,66%), ovos (+ 13,55%), café em pó (+ 5,84%), cebola (+ 13,91%) e tomate (+ 7,16%).
O terceiro grupo a pressionar o índice foi Despesas Pessoais, com aumento de 0,58% no mês, 1,75% no trimestre e de 7,83% nos últimos 12 meses, e responde por 11,8% da majoração do indicador. Destaque para o aumento na passagem aérea (+ 3,34%) e academia de ginástica (+ 0,74%).
Finalmente, o grupo Saúde responde por 8,2% de majoração do ICVM, aumentando 0,55% em Março, 1,39% no trimestre e 7,66% nos últimos 12 meses. O principal responsável pela majoração foram os planos de saúde (+ 0,62%) e que já acumula uma alta de 8,86% nos últimos 12 meses.
O Novo Índice de Serviços x Produtos
O ICVM foi desmembrado em dois Sub-Índices: Serviços e Produtos. O sub-índice de serviços é composto por 82 itens e tem um peso de 56,41% no índice geral. O sub-índice de produtos apresenta 386 componentes e pesa 43,59%. Em Março, o índice de serviços experimentou uma alta de 0,83%, e acumula uma elevação de 7,70% nos últimos 12 meses, principalmente devido ao aumento da energia elétrica. O índice de produtos aumentou 0,52% e a alta acumulada em 12 meses é de 5,85%.
O Índice de Difusão
Dos 468 produtos pesquisados, 310 ou 66% aumentaram, 25 ou 5% permaneceram estáveis e os restantes 133 ou 29% caíram. Em relação ao mês de Dezembro o índice apresentou uma forte elevação, passando de 61% para 71%, e agora reduziu um pouco para 69% em Fevereiro e 66% em Março.
As Fontes dos Dados
Os dados brutos de preços são fornecidos por 2 fontes: uma própria da Ordem dos Economistas, principalmente na construção dos Índices Hedônicos referente a bens e serviços mais sofisticados e que são consumidos e utilizados pelas classes média-média e média-alta. A outra fonte é da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas – FIPE que, por meio de convênio com a Ordem dos Economistas, se prontifica a fornecer mensalmente as variações de preços dos subitens que compõem o seu Índice de Preços ao Consumidor.
A tabela a seguir, resume os aumentos verificados por grupos nos últimos 12 meses terminados em Março de 2015, em ordem decrescente:

Nota-se que os grupos  educação e alimentação lideram os aumentos em períodos de 12 meses, já tendendo para 8%.

5

Custo de vida da classe média fecha em 0,69% em março/2015!



VEJA MAIS SOBRE Economia


7 dicas para economizar na compra do presente do Dia das Crianças!

Que tal economizar no presente do Dia das Crianças? De acordo com Reinaldo Domingos, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros, é importante considerar a situação financeira da família e lembrar que, em breve, haverá também o Natal. “É muito bom poder presentear as crianças! O ideal é que a família não se comprometa para […]

Leia mais

Imobiliária promove palestra exclusiva em Salvador sobre mercado imobiliário na Flórida!

No próximo dia 13, os antenadíssimos Tiago e Sarah Fernandez (foto acima), responsáveis pela área internacional da Ponto4 promoverão em parceria com a Imobiliária americana Every Thing Miami Realty, uma palestra exclusiva  para 60 pessoas no auditório do Empresarial Salvador Shopping Business.  Uma das palestrantes é Talita Pinheiro, CEO da Every Thing Miami Realty . […]

Leia mais

Bolsa de Valores – 5 mitos que os investidores acreditam!

Hoje, cada vez mais as pessoas estão procurando novas alternativas para investir. Porém, existem diversas opções de investimentos disponíveis no mercado atualmente, gerando dúvidas entre os próprios investidores. Quando se trata de ações é possível encontrar muitas informações diferentes. Há inclusive muitas promessas de enriquecimento fácil apenas investindo na bolsa. Porém, por mais atrativo que esse tipo […]

Leia mais

5 hobbies que podem virar fonte de renda!

As divertidas brincadeiras com o cachorro, a satisfação ao ter o quarto todo organizado ou os elogios ao fazer uma comida gostosa podem render mais do que sorrisos e prazer: podem dar dinheiro. Cada vez mais, as pessoas buscam trabalhar com o que as deixam felizes e transformar o hobby em profissão é um dos […]

Leia mais

Comportamento de consumo brasileiro influencia setores e produtos!

Se alguém te parasse na rua hoje para perguntar o que você compraria neste momento, caso tivesse uma renda adicional, qual seria a sua resposta? A maioria dos brasileiros tem sido categórico: tecnologia, lazer e viagens. Os dados, foram apontados pela pesquisa “Hábitos de consumo do brasileiro e sua relação com o crédito”, realizada pelo […]

Leia mais

FAÇA ESTE BLOG SER AINDA MELHOR, ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *