Anemia é cada vez mais comum entre público fitness!

Red blood cells flowing in the vein

Red blood cells flowing in the vein

A prática regular de atividades físicas é essencial para manter a boa forma e a saúde em dia. Entretanto, muitos esquecem que além da supervisão do preparador físico, é preciso também se atentar às condições de saúde como um todo. “Com a correria do dia a dia, nem sempre as pessoas conseguem equilibrar sua alimentação, e isso tem levado o público fitness a um quadro de anemia”, afirma Dra. Regina Biasoli, hematologista e coordenadora de análises clínicas do Alta Excelência Diagnóstica.

Segundo ela, esse diagnóstico é mais comum do que se imagina, sobretudo pela aposta em dietas “milagrosas” e extremamente restritivas, adotadas indiscriminadamente. “Se não for tratada, a anemia pode prejudicar as suas atividades cotidianas, principalmente aquelas que exigem mais esforço físico”, revela a médica. Alguns sintomas podem ser um alerta de que algo não está bem, como o cansaço progressivo, principalmente durante atividades físicas às quais a pessoa já está habituada, queda de cabelo, unhas quebradiças e até mesmo alteração de memória.

A especialista explica que esses sintomas ocorrem porque a carência de ferro limita o desempenho do organismo, já que ele é o responsável pelo transporte de oxigênio nos músculos. Dessa forma, a pessoa se sente cansada com mais facilidade durante a prática de exercícios, e não consegue aumentar o ritmo dos treinos.

“A maioria das pessoas faz apenas um check-up cardíaco antes de iniciar a prática de atividades físicas regulares. Mas o correto seria também incluir exames de análises clínicas, como o hemograma, para analisar outros aspectos que podem prejudicar seu desempenho”, salienta a médica.

Além da carência de ferro, a anemia também pode ocorrer devido à falta de ácido fólico e vitamina B12. Independentemente de qual seja o nutriente em falta no organismo, antes de tratar é preciso saber quais são os motivos que levaram à doença.

O quadro anêmico pode ter três causas específicas: fatores fisiológicos, quando há aumento da necessidade de ferro, como acontece nas gestações; fatores nutricionais, que é quando a dieta é carente em algum nutriente ou fatores patológicos, que levam a perda de ferro em sangramentos por parasitose, ou doença inflamatória do intestino.

O tratamento costuma ser feito com a reposição do nutriente através de medicamentos, aliado com mudanças alimentares. Normalmente, em poucas semanas os sintomas começam a diminuir. Para evitar o desenvolvimento da anemia, alguns alimentos devem fazer parte do cardápio diário, entre eles verduras escuras, carnes, ovos, castanhas, grãos integrais ou enriquecidos.

Anemia é cada vez mais comum entre público fitness!



VEJA MAIS SOBRE Notícias


Tríade da Mulher Atleta – Como prevenir e tratar!

Mulheres que praticam atividades vigorosas em excesso, sejam atletas profissionais ou amadoras, correm o risco de desenvolver a Tríade da Mulher Atleta. Isso porque o organismo precisa de energia suficiente para o funcionamento adequado de todo metabolismo, no repouso e no esporte. Porém, quando ocorre um desequilíbrio entre o que se gasta nos exercícios e […]

Leia mais

Autoconhecimento é o primeiro passo para o sucesso!

São muitos os que enfrentam mudanças contínuas em suas vidas pessoais e profissionais. Dentro de nossa busca pelo bem-estar e crescimento interior, podemos repensar muitas coisas que nos permitem nos conhecer e nos orientar para o que nos satisfaz e para o que melhor sabemos fazer. Cada um vive, dia a dia, o próprio sonho […]

Leia mais

As 5 melhores dicas para valorizar e/ou disfarçar as coxas grossas!

Para realçar ou camuflar essa característica, a personal Stylist Juliana Parisi separou as 5melhores instruções para ajudar a equilibrar a silhueta, não atraindo a atenção para esta região e valorizando o que se tem de melhor – sem deixar parecer maior.  TOP 1 – CALÇA FLARE OU PANTALONA Por terem a barra da perna mais aberta, […]

Leia mais

10 passos para reduzir os riscos de um AVC!

Prevenir sempre é o melhor remédio. E não poderia ser diferente na redução dos riscos para o desenvolvimento de um Acidente Vascular Cerebral, popularmente conhecido como AVC. O InterStroke, estudo publicado recentemente sobre a doença, concluiu que 90% dos casos de AVC não ocorreriam se tivéssemos o acompanhamento e controle de dez fatores. O neurologista […]

Leia mais

Alerta – Dor de cabeça pode ser um alerta de aneurisma cerebral!

A dor de cabeça atinge cerca de treze milhões de brasileiros, segundo dados da Sociedade Brasileira de Cefaleia. Por ser uma queixa muito comum nos consultórios, a maioria das pessoas ignora seus sintomas e não procuram um médico para avaliar o quadro da dor. Segundo especialistas, se a sua dor de cabeça vai e volta […]

Leia mais

FAÇA ESTE BLOG SER AINDA MELHOR, ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *