A mais avançada infraestrutura de segurança de aviação do mundo está mais perto de se concretizar na Europa!

O ambicioso programa europeu para criar a infraestrutura mais avançada e segura de gestão de tráfego aéreo (ATM, sigla em inglês para Air Traffic Management) do mundo deu mais um passo rumo à sua concretização. A Inmarsat e a Agência Espacial Europeia (ESA) anunciaram hoje a conclusão da Fase 1 do Iris Precursor da ESA, o “Final Design Review”, a revisão final do projeto para validar a arquitetura e o projeto do sistema e também a segurança e proteção do programa Iris da ESA.

A conclusão da Fase 1 libera recursos adicionais de 7,6 milhões de euros da ESA e dos seus parceiros para a Fase 2, que levará ao desenvolvimento de uma rede aprimorada de satélites a ser sobreposta às redes VHF terrestres existentes para realizar as comunicações ATM no céu europeu. Embora o foco inicial seja na Europa, as capacidades desenvolvidas abrirão oportunidades para implantação na América Latina, América do Norte, Ásia-Pacífico e outras regiões onde o crescimento do tráfego aéreo está exercendo pressão sobre as redes de VHF terrestres.

O programa Iris da ESA é parte do Single European Skies ATM Research (SESAR) Joint Undertaking da União Europeia, uma iniciativa conjunta de pesquisa para a implantação de um sistema único de ATM por todo o céu da Europa que visa aportar anualmente 4 bilhões de euros resultante das deficiências do sistema europeu de ATM. Sem o SESAR e o seu plano para mudar radicalmente como o transporte aéreo será gerido no futuro, voar na Europa atingiria o seu limite de crescimento, levando a mais atrasos para os passageiros, aumento de custos para as companhias aéreas e emissões mais elevadas de CO₂.

Segundo a Comissão Europeia, em 2010, o sistema europeu de ATM controlava 9,5 milhões de voos e, em dias de maior tráfego aéreo, 33 mil voos. Prevê-se um crescimento para quase 17 milhões de voos por ano até 2030 e 50 mil voos em dias de maior tráfego aéreo. Em 2010, ocorreram 19,4 milhões de minutos de atraso de voos em rota. Além disso, cada voo percorreu em média 49 quilômetros a mais do que o voo direto correspondente.

A estimativa é que, até 2018, o programa Iris Precursor da ESA em parceria com a Inmarsat forneça comunicações ar-terra para o controle em “4D” da trajetória inicial de voo, localizando uma aeronave em quatro dimensões: latitude, longitude, altitude e horário. Isto permitirá um rastreamento preciso de voos e uma gestão mais eficiente do tráfego. Ele também tornará possíveis os conceitos mais amplos de gestão de voo do SESAR, em que os planos de voo poderão ser continuamente atualizados durante o voo para a manutenção de uma trajetória ideal até o destino. Estes conceitos de gestão de trajetória permitirão que o controle de tráfego aéreo ofereça melhores rotas, sequenciando as aeronaves com muita antecedência, e maximizando a capacidade dos aeroportos e do espaço aéreo.

A parceria público-privada da ESA com a Inmarsat resultou de um grande compromisso de financiamento aprovado pelo Conselho Ministerial da ESA em 2012, com o Reino Unido participando como principal contribuinte.

De acordo com Leo Mondale, presidente da Inmarsat Aviation, “com o nosso longo histórico na vanguarda das comunicações de segurança, a Inmarsat é a parceira ideal para a ESA no desenvolvimento de serviços líderes mundiais de segurança de aviação baseados em satélite para a Europa. Fornecemos uma conectividade móvel por satélite vital para cerca de 10 mil aeronaves, entregando serviços de Automatic Dependent Surveillance Contract (ADS-C) e Controller Pilot Data link Communications (CPDLC) Future Air Navigation System (FANS) – o Contrato de Vigilância Automática Dependente e o Link de Dados de Comunicações entre Controlador e Piloto do Sistema Futuro de Navegação Aérea – em uma base global”.

“O anúncio de hoje representa um marco importante para a Inmarsat e a ESA. O espaço aéreo europeu é o mais congestionado do mundo, e este projeto permitirá que seja alcançado o pleno potencial do setor de aviação da região e servirá, para o resto do mundo, como modelo de espaço aéreo gerido de forma eficiente e eficaz”, conclui o executivo.

A Inmarsat foi a primeira operadora a atender os requisitos de comunicações de segurança da Organização da Aviação Civil Internacional (ICAO). A empresa está na vanguarda do desenvolvimento da segurança da aviação desde o lançamento do FANS na década de 1990 para proporcionar suporte às comunicações de segurança das companhias aéreas de todo o mundo.

Para Magali Vaissiere, diretora de Telecomunicações e Aplicações Integradas da ESA, “isso reforça o alinhamento e o relacionamento da ESA com o SESAR e demonstra que Iris é um facilitador fundamental e uma solução viável credível para o elemento de comunicações por satélite da rede ar-terra do SESAR”.

A mais avançada infraestrutura de segurança de aviação do mundo está mais perto de se concretizar na Europa!



VEJA MAIS SOBRE Notícias


Tríade da Mulher Atleta – Como prevenir e tratar!

Mulheres que praticam atividades vigorosas em excesso, sejam atletas profissionais ou amadoras, correm o risco de desenvolver a Tríade da Mulher Atleta. Isso porque o organismo precisa de energia suficiente para o funcionamento adequado de todo metabolismo, no repouso e no esporte. Porém, quando ocorre um desequilíbrio entre o que se gasta nos exercícios e […]

Leia mais

Autoconhecimento é o primeiro passo para o sucesso!

São muitos os que enfrentam mudanças contínuas em suas vidas pessoais e profissionais. Dentro de nossa busca pelo bem-estar e crescimento interior, podemos repensar muitas coisas que nos permitem nos conhecer e nos orientar para o que nos satisfaz e para o que melhor sabemos fazer. Cada um vive, dia a dia, o próprio sonho […]

Leia mais

As 5 melhores dicas para valorizar e/ou disfarçar as coxas grossas!

Para realçar ou camuflar essa característica, a personal Stylist Juliana Parisi separou as 5melhores instruções para ajudar a equilibrar a silhueta, não atraindo a atenção para esta região e valorizando o que se tem de melhor – sem deixar parecer maior.  TOP 1 – CALÇA FLARE OU PANTALONA Por terem a barra da perna mais aberta, […]

Leia mais

10 passos para reduzir os riscos de um AVC!

Prevenir sempre é o melhor remédio. E não poderia ser diferente na redução dos riscos para o desenvolvimento de um Acidente Vascular Cerebral, popularmente conhecido como AVC. O InterStroke, estudo publicado recentemente sobre a doença, concluiu que 90% dos casos de AVC não ocorreriam se tivéssemos o acompanhamento e controle de dez fatores. O neurologista […]

Leia mais

Alerta – Dor de cabeça pode ser um alerta de aneurisma cerebral!

A dor de cabeça atinge cerca de treze milhões de brasileiros, segundo dados da Sociedade Brasileira de Cefaleia. Por ser uma queixa muito comum nos consultórios, a maioria das pessoas ignora seus sintomas e não procuram um médico para avaliar o quadro da dor. Segundo especialistas, se a sua dor de cabeça vai e volta […]

Leia mais

FAÇA ESTE BLOG SER AINDA MELHOR, ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *