A banalização do “eu te amo”!

5

Atualmente, seja pelo status de ter alguém para amar, seja por medo de ficar sozinho (a), as pessoas parecem desesperadas para ter seus sentimentos por alguém comprovados, ou, então, querem que o cônjuge reforce esse amor constantemente. Segundo o psicólogo e master coach João Alexandre Borba, o que acontece hoje em dia é uma banalização do “eu te amo”. “Por mais que não possa parecer, cada vez mais as pessoas se esforçam para sentir algo que (ainda) não existe. Não podemos falar aquilo que não sentimos, ou seja, não há porque apressar o ‘eu te amo’ em uma relação”, afirma.

Ele explica que não é saudável falar por falar, pois isso acarreta no desgaste da relação. “Não deve ser pensado em quantidade, mas, sim, em qualidade. Não obrigue seu cônjuge a falar, deixe que ele se expresse à sua própria maneira. A consistência do sentimento é mais importante do que a frequência, então o ideal é falar quando o ‘eu te amo’ vem naturalmente, não quando ele é solicitado”, comenta.

O psicólogo diz que é preciso que as pessoas saibam avaliar o que é o amor, e como ele é percebido no dia a dia do casal. “Lembro-me de um casal que atendia; quando fiz a pergunta ‘o que é amor para você’ o marido respondeu que era quando acordava, seu café já estava o esperando, e sua mulher estava levando as crianças para a escola. Já para ela, era quando sentia que recebia atenção e carinho do seu companheiro ou quando faziam programas que ela escolhia. Desse modo, expliquei que são nesses momentos em que eles se sentem amados que o ‘eu te amo’ deve ser falado, pois, assim, ambos irão se sentir bem na relação já que o sentimento se encontra presente naquele instante”, explica. Ele ainda recorda que, nesse caso específico, após o casal passar a entender os momentos em que se sentiam felizes na relação, eles começaram a reproduzir com mais vezes essas atitudes que faziam com que ambos se sentissem amados, tornando a relação mais prazerosa e íntima.

Borba finaliza, dizendo que nunca deve-se exigir que a outra pessoa faça ou diga algo de maneira forçada. “Esse tipo de reação é infantil,pois exclui a liberdade do outro. Quando a pessoa se sente livre e sem cobranças, o sentimento flui naturalmente, o que revela-se ser bom tanto para um, quanto para o outro”, conclui.

Serviço: João Alexandre Borba

Master Coach Trainer e Psicólogo

joao.alexandre@live.com

www.facebook.com/joaoalexandre.c.borba

A banalização do “eu te amo”!



VEJA MAIS SOBRE Notícias


Você sabe o que realmente faz bem para o seu organismo? Descubra os hábitos e alimentos corretos!

Com o verão se aproximando, as pessoas começam a dar uma atenção especial no cardápio e inserir novos “hábitos saudáveis” no dia a dia. Mas nem tudo é o que parece. A doutora Carolina Mantelli, endocrinologista e especialista em metabologia revela os mitos e verdades sobre os alimentos e como utilizá-los ao seu favor. CHÁ […]

Leia mais

5 dicas para não errar num e-mail em inglês!

Antes visto como um diferencial, saber falar inglês tornou-se exigência básica no mercado de trabalho. O motivo é evidente: a língua inglesa está cada vez mais presente no nosso dia a dia, desde filmes, músicas tecnologia e expressões incorporadas à fala. Na hora de escrever um e-mail corporativo ou fazer reserva em um hotel para […]

Leia mais

67% da população mundial está infectada com o vírus Herpes. Saiba como se proteger!

Atenção,meus leitores e leitoras!!!!! A Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que, atualmente, 67% da população mundial está infectada com o vírus Herpes Simples do tipo 1. Também contagioso e incurável é o vírus Herpes Simples do tipo 2, mais conhecido como herpes genital. Mas estes estão longe de serem os únicos tipos da doença. […]

Leia mais

Estudo afirma que jejuar até a hora do almoço ajuda a emagrecer!

Desde pequeno ouvia dizer que o café da manhã é a alimentação mais importante do dia. Só que de acordo com um novo estudo, jejuar até a hora do almoço pode ser uma boa pedida para eliminar mais calorias. A pesquisa, que foi realizada pela universidades de Loughborough e Bedfordshire, descobriu que o simples ato […]

Leia mais

Carlos Iglesias relata a realidade da Amazônia em livro!

No próximo dia 19, acontece no Restaurante A Figueira Rubaiyat em São Paulo, o lançamento do livro Dr. Amazonas – A chave Para o Novo Mundo de Carlos Iglesias. Médico formado pela Faculdade de Medicina do ABC–SP e graduado em gastronomia pelo The Arts Institutes of New York, o autor relata nessa obra sua expedição […]

Leia mais

FAÇA ESTE BLOG SER AINDA MELHOR, ESCREVA O SEU COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *